Estratégias para reduzir as filas

A correria da vida moderna faz com que os consumidores vivam em meio a pressão (pequenas esperas podem parecer maiores quando se tem o tempo contado). Esperar por atendimento em longas filas prejudica não somente o cliente, mas também a empresa que tem sua imagem abalada perante a sociedade. Tempo é vida e ninguém quer perdê-lo em filas de espera, não é mesmo? Para tanto, listamos cinco estratégias para reduzir as filas. Confira:

1 – Desenvolver uma escala de trabalho que facilite o atendimento nos momentos de pico. Para o consumidor, a impressão que se tem é de que nos dias e horários de maior atendimento tem menor número de funcionários atendendo.

2 – Aumentar a capacidade de atendimento através da contratação de novos funcionários ou através do uso de novas tecnologias – como terminais automáticos, serviços pela internet e/ou por telefone, uso de sistema de gestão de atendimento.

3 – Criar novas opções logísticas. Muitas das filas em bancos, lojas de departamento e supermercado, por exemplo, são formadas por pessoas que desejam pagar uma conta. Então, uma solução para o problema é firmar parcerias com casas lotéricas para receber os pagamentos desses clientes

4 –  Investir no funcionário é garantir um bom atendimento. Capacitar os funcionários, através de Treinamentos e reciclagens, podem resolver problemas de produtividade e de dificuldade de atendimento.

5 – Utilizar estratégias de demarketing –  técnica mercadológica usada quando a empresa quer reduzir a demanda de seus serviços em determinados horários com vistas a equilibrar a relação entre oferta e demanda. Alguns exemplos de demarketing utilizados no mercado: promoções em dias de menor procura, atendimento por hora marcada.

Com o objetivo de se consolidar em um mercado cada vez mais competitivo é importante que as empresas invistam em diferenciais importantes para o cliente. A agilidade nos processos é um dos fatores determinantes para a qualidade dos serviços prestados e, para tanto, neutralizar as filas é uma demanda eminente.
Além das legislações mais severas para aquelas empresas que descumprirem o tempo máximo para atendimento, a internet também se tornou uma importante aliada para os consumidores que desejam
resolver seus problemas de forma rápida e prática. De acordo com pesquisa realizada pela Folha.com, reclamar sobre os problemas com as empresas no twitter ou no Facebook é mais eficiente do que apelar para os serviços de atendimento (SAC) ou Procon. A eficiência das redes é tanta que estima-se que uma reclamação pelo Twitter costuma ser respondida até 8,4 mil vezes mais rápido do que por meio dos órgãos de defesa do consumidor. A insatisfação de um cliente propagada nas redes sociais pode externar os problemas da empresa, prejudicando a imagem e, até mesmo, o faturamento. Portanto, é importante que as empresas despertem para a importância de garantir a qualidade no atendimento e no serviço prestado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fale com um consultor Specto

Preencha o formulário abaixo. Logo um de nossos consultores retornará o contato!